Maria Monda

10.00  com IVA

Disco de estreia do trio Maria Monda, constituído por Sofia Adriana Portugal, Susana Quaresma e Tânia Cardoso, que dão corpo e voz ao reportório do cancioneiro lusófono ou ibérico, mas também composições originais que acentuam a força da palavra e da poesia.

Digipack 3 abas sem booklet

REF: SV008 Categoria:

Product Description

Sofia Adriana Portugal, Susana Quaresma e Tânia Cardoso partilham o gosto pela pesquisa vocal, sonora e cénica. Estas são as três mulheres que mondam canções e saberes antigos de forma contemporânea, através do canto polifónico e dos ritmos da percussão.

Cantam reportório do cancioneiro lusófono ou ibérico, mas também composições originais que acentuam a força da palavra e da poesia, como podemos ouvir no disco de estreia e de título homónimo, MARIA MONDA, apresentado ao público no dia 14 de Fevereiro de 2020 no Salão Nobre do Teatro Nacional de S. Carlos, no âmbito do Festival Antena 2. Para além da rádio pública, o disco também conta com o apoio da Fundação GDA, numa edição Sons Vadios.

MARIA MONDA nasceu em Abril de 2015, aquando da participação no Festival Cantar Abril, em Almada. Desta participação resultou o prémio de Melhor Recriação de Canções de Resistência, com o tema “Já o Tempo se Habitua”, de José Afonso. A partir de então, surgiu a possibilidade de colaboração com os músicos/compositores Amélia Muge, José Manuel David (Gaiteiros de Lisboa, Quatro ao Sul) e Rodrigo Crespo (Canto Ondo), que prontamente disponibilizaram temas de sua autoria para serem cantados pelas vozes das Maria Monda e que integram o reportório do seu primeiro disco, agora editado.

Mondar significa limpar e afastar o supérfluo e para MARIA MONDA o essencial é o tecer das vozes ora em sedas suaves, ora em mantas rudes, cantando em homenagem à Terra-Mãe, de nome Maria.

2014 JamSession © All rights reserved.