DATA: 16 Fevereiro, 2018
ARTISTA: César Prata e Sara Vidal
EDITORA: Sons Vadios
CATáLOGO: SV005
Nº DE EXEMPLARES: 500
Cantos da Quaresma

Material promocional
capa . fotos . nota de imprensa

Em 2017, os músicos César Prata e Sara Vidal estrearam o espectáculo “Cantos da Quaresma” em palco. Este ano é a vez da edição discográfica, com data de lançamento a 16 de Fevereiro de 2018, sob o selo da Sons Vadios.

A Quaresma representa na tradição musical portuguesa um período de sublimação. Saídos da folia do Entrudo, seguem-se quarenta dias de abstinência e reflexão. Ausentes os bailes, calados os instrumentos musicais e até o toque dos sinos, a música tradicional portuguesa incorporou a religiosidade profunda da época quaresmal, geradora de formatos musicais essencialmente vocais, pungentes e profundamente belos: encomendações das almas, martírios, loas, alvíssaras.

Foi este o desafio que dois dos músicos mais prolíficos da música tradicional portuguesa abraçaram. A partir de recolhas de várias zonas do país, César Prata e Sara Vidal desprendem o canto do compasso do rito religioso e convertem-no a uma musicalidade mais ampla, com novas sonoridades melódicas e instrumentais, pouco usuais na prática popular. O resultado final é o equilíbrio entre o respeito pelo legado da tradição e o atrevimento do perpetuar da reinvenção.

Esta é uma edição Sons Vadios com o apoio institucional do Município de Trancoso, Município de Castelo Branco, Convento de Balsamão – Marianos da Imaculada Conceição e Município da Guarda.

Alinhamento
01 / Nome de Maria 02:32
02 / Louvado no Sisso 02:04
03 / Com o grande peso da cruz 04:12
04 / Santos Passos / Já lá gritam no Calvário 04:02
05 / Encomendação das Almas 02:53
06 / Devoção das Almas 01:34
07 / Encomendação das Almas 03:31
08 / Encomendação das Almas 03:44
09 / As excelências da Virgem 01:33
10 / Martírios do Senhor 04:17
11 / Aleluia 02:04
12 / Aleluia da Festa das Rosas / Já apareceu a Aleluia 02:46

Ficha artística
Todos os temas são músicas tradicionais portuguesas, com arranjos de César Prata e Sara Vidal.
César Prata . voz, guitarra, kalimba, sanfona, hangdrum, ponteiro, adufe e percussões
Sara Vidal . voz, harpa celta e adufe

Ficha técnica
Gravado em Novembro de 2017 no estúdio RequeRec.
Gravação, Mistura e Masterização . César Prata
Produção musical . César Prata e Sara Vidal
Ilustração e Grafismo . João Pratas

Apoio institucional
Município de Trancoso www.cm-trancoso.pt
Município de Castelo Branco www.cm-castelobranco.pt
Convento de Balsamão – Marianos da Imaculada Conceição www.facebook.com/conventodebalsamao
Município da Guarda www.mun-guarda.pt

 

Dois músicos em palco, numa Igreja adaptada a sala de espectáculos. Em final de Quaresma, um programa que se reclama de cantos e preces guardados pelo povo das Beiras muitas vezes à revelia de autoridades civis e religiosas. Sobrevivências de religiosidade popular inscritas no ciclo anual da natureza que renasce, se completa nas colheitas e adormece em cada Inverno, sublimada na Paixão de Jesus Cristo.

Os dois músicos, libertos de ritos e culpabilidades que os impeçam de tomar esses cantos como geradores das suas criações, lançam-se à descoberta dos sentidos visíveis e ocultos das palavras e dos encadeamentos melódicos que as sustentam. Quase sempre, a meu ver, com soluções performativas de grande beleza e equilíbrio, através de uma utilização contida dos instrumentos e recursos que dominam.

Registos gravados (próprios e de outros colectores de música tradicional) são invocados em gravações áudio incluídas no espectáculo que assim citam momentos cerimoniais e festivos vividos pelo povo na sua procura de sentido e transcendência. Encomendações das almas, excelências, martírios, orações e aleluias integram-se neste espectáculo sobre o tempo da Paixão que se autonomiza e reclama outros palcos para poder ser apreciado por quem professa esta ou outras religiões ou vive outras formas de espiritualidade. Podem, e, atrevo-me a dizer, devem.

Recordo a profunda emoção com que ouvi, em 1972, o LP “Cantos Religiosos Tradicionais Portugueses”, uma Antologia publicada por Michel Giacometti e Fernando Lopes-Graça pela Editora da Philips (em Portugal) desvendando os tesouros da religiosidade popular recolhidos pelos autores entre 1960 e 1972 (ainda sem os Açores e a Madeira). Esse reconhecimento e apreço por músicos como Fernando Lopes-Graça ou Eurico Carrapatoso não impede, antes desafia estes e outros compositores a escreverem novas obras com a enorme responsabilidade de acrescentar e não diminuir ou esfacelar as fontes inspiradoras.

Na escolha e organização sequencial do espectáculo/performance criado por César Prata e por Sara Vidal, apresentado em Trancoso a 13 de Abril de 2017, reconheço o risco da procura de equilíbrio entre instrumentos, vozes e atitudes para cada um dos temas tratados. É um processo ainda em curso que permite testar e repensar andamentos, expressão adequada, duração de cada tema, instrumentação. Continuando a reservar para as vozes o protagonismo que mais me impressionou pela qualidade interpretativa e pelo respeito da prosódia própria de cada tema, nos seus particularismos regionais.

A presente edição em CD permitirá divulgar este trabalho, nomeadamente em programas de rádio que bem poderiam incluir nas suas escolhas o que dificilmente cabe em “playing lists” limitadas, pouco abertas à diversidade hoje possível por uma geração de criadores atentos, informados e com um profundo sentido do que de mais essencial nos distingue.

Domingos Morais
IELT – Instituto de Estudos de Literatura e Tradição

Deixe uma resposta

2014 JamSession © All rights reserved.